Moda sustentável: qual a diferença entre bazar e brechó?


Uma das formas de praticar a moda consciente é comprar roupas usadas e de boa qualidade. Bazares e brechós são as melhores alternativas para esse exercício, mas você sabe qual a diferença entre os dois? Neste post, você vai descobrir o significado de cada um desses lugares e entender a importância da moda circular. Confira!

Entenda a diferença entre bazar e brechó

Os bazares são eventos organizados por empresas, ONGs, pessoas, entre outras instituições que não têm fins lucrativos. Geralmente, as roupas oferecidas são doadas ou garimpadas do guarda-roupa da pessoa que está oferecendo um bazar de garagem, por exemplo. Além disso, os valores de revenda são mais baixos e algumas vezes têm um preço fixo, independentemente da peça escolhida.

Como os bazares não estão estabelecidos em um local fixo, como funciona com os brechós, eles costumam acontecer em datas específicas, podendo ser em galpões ou mesmo ao ar livre. Vale destacar que as pessoas que trabalham para um bazar podem, ou não, ser voluntárias durante o período em que o evento acontece.

Inclusive, por não haver uma curadoria mais detalhada com relação às peças disponibilizadas para a venda, os itens ficam organizados sem distinção de estilo ou tamanho de roupas. Por exemplo, entre algumas saias você poderá encontrar uma calça jeans, blusinhas, camisas sociais, entre outros elementos. Portanto, na próxima vez em que visitar um bazar, vá com tempo para garimpar com calma e encontrar tudo o que precisa.

Já os brechós são mantidos por um proprietário, como qualquer outro estabelecimento comercial. A diferença real entre eles e o bazar é que as roupas são selecionadas de acordo com o estilo do brechó. Se você gosta de uma vibe mais retrô, pode se dar bem em um brechó vintage. Mas se precisa de um look para uma ocasião especial, visitar um brechó chique que temos certeza que encontrará peças únicas e exclusivas.

Com relação aos valores dos itens, eles também são baratos, mas não tanto quanto o preço das roupas oferecidas pelos bazares. Além disso, as peças são organizadas por tipos, cores e tamanhos para facilitar a escolha dos clientes, até mesmo para deixar o visual da loja mais harmônico. Sem contar que você também pode encontrar brechó online, o que facilita na hora de buscar por peças que não encontraria na sua cidade, como a EMIGÊ.it  que é um brechó 100% online.

Importância de apostar na moda consciente

Ao priorizar os bazares, poderá renovar seu guarda-roupa por meio de um consumo sustentável, além de apoiar iniciativas incríveis perto de você. A moda consciente tem como objetivo reduzir o número de peças de roupas que são descartadas ao redor do mundo, devido à indústria da moda.

Antigamente, as pessoas costumavam comprar menos roupas por ano, fazendo com que seus itens durassem mais tempo ao cuidarem muito bem do que tinham disponível no armário. Contudo, nos dias atuais, o consumo tem sido desenfreado por conta do reflexo da rapidez com que grandes empresas de fast fashion produzem suas peças.

Comprar roupas usadas pode não resolver os problemas da indústria têxtil, mas é uma forma inspiradora de minimizar os impactos ambientais e caminhar para um futuro muito melhor. Se você também acredita na moda sustentável e compreendeu a diferença entre bazar e brechó, compartilhe esse post com outras pessoas para espalhar essa iniciativa para mais gente!


Compartilhe:

COMENTE!