Nutrição: 13 dicas para ajudar a aumentar a imunidade e a saciedade

Foto: Henrique Lenz

Frutas cítricas, vitamina C, brócolis, própolis, limão, gengibre, ovos e queijos compõem a lista de itens que não podem faltar no dia a dia
Manter a imunidade alta é importante para que o organismo consiga combater bactérias e vírus. Em tempos de pandemia essa função é ainda mais essencial. Ter uma alimentação saudável associada à prática de atividade física é a receita ideal para garantir que o sistema imunológico promova a ativação das células de defesa. A nutricionista Vivian Mansur, listou 13 dicas para ajudar a aumentar a imunidade e a saciedade.
Confira as dicas:
  1. Tenha uma alimentação balanceada e variada (frutas, principalmente as cítricas; vegetais verde-escuros; boas proteínas, como peixes e ovos; e especiarias, como: alho, cebola, salsinha, coentro no preparo dos alimentos).
  2. Cuide bem do seu intestino, ele é sua barreira imunológica. Evite o consumo de alimentos industrializados e refinados. A suplementação de bactérias probióticas e glutamina pode ser interessante em alguns casos.
  3. Aumente a ingestão de alimentos fonte de Zinco (fundamental para síntese de células imunológicas), como semente de girassol, abóbora, nozes, semente de chia, carnes e lentilha.
  4. Garanta um bom consumo de vitamina C, que é muito importante para produção de células imunológicas, por meio de alimentos como acerola, limão, goiaba, kiwi, morango, laranja, brócolis, pimentão, couve, salsinha.
  5. Shots antioxidantes ao acordar podem ajudar: limão + extrato de própolis + cúrcuma.
  6. Própolis é uma substância com efeito protetor contra bactérias, vírus e infecções. É um ótimo agente imunomodulador e promove ativação de células de defesa.
  7. Inclua gengibre na sua rotina (chá, água saborizada e ralado na salada).
  8. Mantenha bons níveis de vitamina D se expondo ao sol por pelo menos 20 minutos ao dia, se necessário, faça a suplementação.
  9. Cuide do seu sono, durma cedo e no mínimo 6 horas por noite.
  10. Atenção: não exagere nos exercícios físicos, muito volume e alta intensidade podem prejudicar a imunidade.
  11. Para aumentar a sensação de saciedade nesses dias de isolamento, consuma boas proteínas em todas as refeições como: ovos, queijos (ricota e cottage), peixes, frango e carnes em geral. Além disso, alimentos que contenham boas fontes de gordura ajudam a promover a saciedade, por exemplo, castanhas (prefira as cruas e as torre em casa) e abacate, mas tenha cautela com quantidades pois são alimentos mais calóricos.
  12. O aumento de fibras solúveis na alimentação proporciona sensação de saciedade: aveia, sementes de chia e linhaça dourada, saladas e hortaliças
  13. Beba muita água, mantenha-se hidratado.
Suco Verde
2 folhas de couve sem talos
10 folhas de espinafre sem talos
Salsinha a gosto
Suco de um limão espremido
2 kiwis ou 1 fatia de abacaxi sem miolo
Gengibre a gosto
200 ml de água
Liquidifique todos os ingredientes e consuma sem coar. “É importante consumir assim que for preparado para que não haja perdas de vitaminas e minerais”, alerta Vivian.

Nutricionista Vivian Mansur

Pincéis de maquiagem precisam de higienização especial em tempos de covid-19


Dra. Maria Inês Harris, consultora da Ikesaki, explica os cuidados que precisamos 
ter com estes itens

Todas as formas efetivas de precaução são necessárias diante do novo coronavírus, que colocou o planeta em estado de emergência. Além do necessário isolamento social que o momento pede, atos básicos de higiene como lavar as mãos com frequência, uso de álcool gel e máscaras fazem toda a diferença. E quanto aos pincéis de maquiagem? Há medidas de higiene para eles também.
"As pessoas estão em casa, isoladas, passando bastante tempo na Internet e redes sociais. Nas lives, stories, fotos, é normal que queiram estar arrumadas e por isso usam maquiagem, mesmo sem sair de casa. É importante lembrar que tais itens podem se contaminar com vírus e bactérias e a higienização regular é recomendável", afirma a Dra. Maria Inês Harris, especialista em avaliação da segurança dos cosméticos.
Confira as dicas da especialista:
Pincéis - Existem alguns produtos específicos para fazer a limpeza dos pincéis como o limpador de pincel. Você só precisa borrifar um pouco em uma toalha e com o pincel fazer movimentos circulares retirando todo vestígio de produto. Na sequência, mergulhar o pincel em uma solução de hipoclorito de sódio (água sanitária) por 10 minutos, enxaguar com bastante água corrente e secar bem após.
Outra forma é usar um sabonethigienizador. Em um recipiente com água filtrada, mergulhar o pincel no líquido e em seguida fazer movimentos circulares com o pincenpaletdsilicona fim de remover todos os vestígios de maquiagem. Na sequência, mergulhar o pincel em uma solução de hipoclorito de sódio (água sanitária) por 10 minutos, enxaguar com bastante água corrente e secar bem após.
Estojos de maquiagem e embalagens externas de itens como batons - Higienizar toda a superfície com álcool gel 70%.

Hora de inovar - vendedoras das lojas em promotoras virtuais

Com lojas fechadas, varejista transforma vendedoras das lojas físicas em promotoras virtuais e traz área educacional para o online

Ikesaki inova usando tecnologia, criatividade e potencializando o uso das ferramentas digitais


Em meio à pandemia da covid, a Ikesaki, varejista de produtos de beleza e higiene, adotou uma série de ações a fim de zelar pela saúde de todos, inclusive clientes, colaboradores e parceiros. Para enfrentar a situação sem precedentes, diminuir os riscos de disseminação e preservar a grade de funcionários, a rede seguiu à risca as recomendações das organizações de saúde. Com hiperlojas espalhadas por São Paulo, ABC e interior paulista temporariamente fechadas, a rede inovou e intensificou o uso de ferramentas online a fim de passar por esse momento com bastante criatividade e sem deixar de atender os consumidores.

"Entre as práticas adotadas para amenizar o impacto do isolamento, a companhia rapidamente se reinventou e criou uma loja virtual para cada uma das promotoras dentro do site www.ikesaki.com.br. Com esta ação, as vendas estão crescendo exponencialmente e a empresa está com a estrutura de e-commerce completamente preparada para atender esta nova demanda", afirma Edilaine Godoi, Head de Digital da Ikesaki.

Transformação das vendedoras das lojas físicas -- As promotoras das marcas ganharam um ambiente especial dentro da loja virtual Ikesaki , onde inseriram uma breve apresentação e os produtos que elas representam. Assim, elas divulgam os links de suas lojas no ambiente digital.

"O comissionamento é pago pelas indústrias da mesma maneira, como se as vendas estivessem acontecendo nas lojas físicas. As indústrias têm um painel para acompanhar as vendas e acessos de suas vendedoras", explica Edilaine. "Estamos muito satisfeitos com a ação, porque além das vendas, conseguimos manter as promotoras engajadas, oferecendo informações aos clientes e finalizando as vendas em nossa plataforma, garantindo integralmente todas as suas comissões. Em momentos como este, inovar é fundamental para que todos possam seguir trabalhando e para que a população siga abastecida", a executiva complementa.

Área de educação profissional -- Com a suspensão temporária da agenda de cursos que ocorrem nas lojas físicas, a Ikesaki oferecerá, de segunda a sexta, cursos e conteúdos exclusivos online via redes sociais de forma gratuita, com grandes nomes do mercado de beleza profissional.

Quando a situação se normalizar, a nova grade de cursos nas lojas físicas será anunciada.

Outras medidas foram tomadas pela Ikesaki a fim de manter os clientes sempre atualizados. São elas:

Atendimento via WhatsApp: As lojas físicas continuam com atendimento online e entregando pedidos solicitados via portador.

Nas compras acima de R$ 169,90, a Ikesaki oferece frete grátis e realiza as entregas a domicílio na grande São Paulo, e prazos diferenciados de entregas no Brasil inteiro.

A Ikesaki também engajou as marcas que comercializam produtos em suas lojas para ativar suas influenciadoras e divulgar as compras através do site Ikesaki.com.br. A Ikesaki acredita que é momento de unir esforços.

Em frente a todas as lojas fechadas, a Ikesaki colocou um comunicado para compras através dos canais online, direcionando as pessoas para a compra online, com entregas rápidas nas regiões das lojas.

A rede mantém vendas online através do e-commerce www.ikesaki.com.br, aplicativo oficial e redes sociais.

A importância de se manter otimista em situações de isolamento

O terapeuta transpessoal Robson Hamuche sugere exercícios mentais e físicos para mitigar os efeito psicológicos do confinamento a que a população brasileira precisa se submeter em razão do Covid-19
Quando estreou em 2002, o programa televisivo Big Brother Brasil despertou nos telespectadores curiosidade e estranhamento. O interesse de muitos por esse tipo de entretenimento veio justamente do inusitado da situação, em que os participantes perdiam qualquer contato com o mundo externo, sendo obrigados a ficar confinados em uma casa. Passados 20 anos, precisamos admitir que a vida é sobretudo irônica. No momento em que mais uma edição do reality show é transmitida, não são apenas os participantes do programa que estão confinados, mas boa parte da boa população brasileira e mundial.

Isso tudo para que consigamos nos proteger da pandemia do novo coronavírus, uma família de vírus que causa infecções respiratórias e que provoca uma doença chamada Covid-19. Trata-se de uma infecção com alto grau de contágio e que acomete com mais gravidade o chamado grupo de risco, formado por idosos com mais de 60 anos e pessoas com doenças crônicas, como diabetes, hipertensão, asma, problemas cardíacos e renais, além de fumantes. Apesar disso, crianças e jovens saudáveis também se contaminam e podem transmitir o vírus para indivíduos do grupo de risco. Nesse sentido, a grande importância do confinamento.

Manter-se apartado de qualquer convívio social, no entanto, não é uma atitude fácil de se tomar. Problemas emocionais e psicológicos podem surgir deste isolamento. Nesse sentido, para o terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar e escritor, Robson Hamuche, antes de tudo, é necessário distinguir claramente o isolamento a que estamos submetidos atualmente da solidão. Esta pode ser sentida mesmo se a pessoa estiver rodeada de amigos, por exemplo. "Se ela já estiver repleta de pensamentos negativos e pessimismo, estar perto ou distante de alguém não fará nenhuma diferença", justifica.

Dessa forma, de acordo com Hamuche, a experiência atual de confinamento não precisa necessariamente ser ruim, eivada de tristeza e solidão. "Em relação ao que estamos vivendo hoje, esse isolamento obrigatório, podemos encarar a situação de maneira negativa ou positiva, como sempre. Tudo depende de nós", diz.

Segundo o terapeuta, diante de tal situação, não é recomendável que fiquemos focados exclusivamente na doença. Informações sobre o vírus e como evitá-lo são necessárias e sempre bem-vindas, obviamente. Contudo, conforme Hamuche, sentar-se em frente a televisão e assistir apenas o crescimento exponencial do vírus no Brasil e no mundo e de como milhares de pessoas já faleceram em razão dessa doença, certamente acarretará problemas para a nossa saúde mental, gerando ansiedade e tristeza.

Apesar do momento difícil, é necessário, segundo o terapeuta transpessoal, que as pessoas se mantenham otimistas. "Elas devem estar conscientes do problema e tomando as providências necessárias para combatê-lo, mas repletas de pensamentos positivos e de esperança", afirma.

Hamuche é autor do livro "Um compromisso por dia - Pequenas ações diárias que podem mudar a sua vida", que conta com diversos exercícios mentais e físicos, que certamente podem ajudar em situações de isolamento como a que estamos vivenciando na atualidade. De acordo com os ensinamentos do livro, ao invés de sucumbirem, apenas se alimentando de pensamentos negativos e sofrimento, as pessoas podem usar o momento para se redescobrirem, evoluírem mentalmente e se sentirem melhor. Entre as ações recomendadas por Hamuche em tempos de quarentena estão: a meditação; a leitura; e até a arrumação da casa. Cuidar do corpo também é essencial, para isso exercícios físicos são indicados.

Quarentena não é sinônimo de férias e muitas pessoas continuam trabalhando em regime de home office. Para quem tem família, Hamuche sugere uma separação bem pensada das tarefas, afinal haverá outras pessoas com quem você estará dividindo o espaço. De nada adiantará esse tempo de isolamento, se você se dedicar apenas à função profissional. Nesse sentido, usar o tempo livre em casa para conversar com familiares é muito importante. "Aproxime-se, aproveite a ocasião para passar mais tempo juntos, ouça as dificuldades de seus familiares e entenda como pode ajudar", sugere.

Para quem tem criança pequena, Hamuche recomenda ainda uma série de brincadeiras com o intuito de ajudar pais e mães na difícil arte de entreter os pequenos no período de isolamento. São atividades lúdicas, permitidas a todas as famílias, independentemente da condição sócio-econômica, pois são realizadas com brinquedos confeccionados a partir de materiais baratos (papel, papelão, pratinhos e copos de papel) e já existentes na casa (rolos de papel higiênico, caixa de fósforo, palitos e pregadores de roupa).

Por fim, o terapeuta acredita que essa situação delicada à qual o mundo atravessa é um momento propício para que as pessoas reflitam e evoluam, pois estão tomando consciência à força de que os seres humanos são interdependentes. "Se eu for contaminado por essa doença, posso transmiti-la para outros, o que fará o mundo inteiro sofrer. Fronteiras não separam nada", argumenta. Desse modo, de acordo com Hamuche, torna-se claro e evidente que não somos apenas indivíduos isolados, ou seja, que dependemos de muitos outros, e que precisamos agir de maneira conjunta para não sofremos ainda mais. "Precisamos aproveitar o ensejo para compreendermos que somos uma sociedade integral", diz.

OMS declara pandemia de Coronavírus


A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou nesta quarta-feira (11) a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). Segundo o órgão, o número de pacientes infectados, de mortes e de países atingidos deve aumentar nos próximos dias e semanas. Apesar disso, os diretores ressaltaram que a declaração não muda as orientações, e que os governos devem manter o foco na contenção da circulação do vírus.

Empresas brasileiras também adotam home office para evitar Coronavírus


Funcionários passam por quarentena ao voltar de viagens; confira dicas da especialista para manter a produtividade em casa
Na China o home office já é uma realidade para evitar o contato e o deslocamento dos funcionários. A medida preventiva ajuda no combate à disseminação do vírus. No Brasil, o sinal de alerta se acendeu definitivamente com o primeiro caso confirmado e algumas empresas já estão adotando as recomendações da Organização Mundial da Saúde. A OMS, em documento oficial, aconselha algumas estratégias preventivas, entre elas o home office.
Para quem for ficar em casa trabalhando, a especialista em produtividade Tathiane Deândhela, autora do livro “Faça o tempo trabalhar para você”, dá dicas de como manter o foco e fazer o tempo render fora da empresa. “Para algumas pessoas isso pode ser um desafio, porque em casa temos mais distrações e outros afazeres nos chamando, mas é preciso fazer o tempo trabalhar a seu favor”, comenta.
Confira as dicas:
  1. Crie uma agenda eficiente
Existem algumas etapas principais que devem ser consideradas ao elaborar uma agenda eficiente. É fundamental que a pessoa perceba a importância de estabelecer e cumprir os horários que propôs para si mesmo. Caso contrário, é muito fácil distrair-se e acabar não realizando nada durante o dia.
É válido lembrar que uma agenda não deve ser elaborada sem levar em consideração tempos de atraso ou intervalos. Quanto mais rígida a sua agenda, maior as chances de frustrar-se tentando segui-la.
  1. Tenha um lugar próprio para trabalhar
Para ser produtivo trabalhando em casa, é preciso definir um lugar apropriado para realizar as atividades. Deitar na cama com o notebook no colo vai dar sono e, com certeza, a tentação de se permitir alguns cochilos virá – o que não é nada produtivo!
Opte por lugares claros e frescos, preferencialmente isolado. Mantenha o ambiente sempre organizado e limpo: mesmo estando em casa, não convém trabalhar em uma mesa suja. É preciso ter suas ferramentas prontas e a postos: papeis, canetas, post-its, régua, fita durex, grampeador e o que mais necessitar. Organização é fundamental para que o trabalho seja realizado de maneira mais tranquila e totalmente necessária para a concentração.
  1. Encontre técnicas de foco
Definir períodos de descanso é muito importante e períodos de ação também. A técnica do pomodoro pode ser uma das que se tornam o melhor amigo do home office. Consiste em inserir intervalos curtos a cada 20-30 minutos de trabalho, segundo os seguintes passos:
  • Liste as tarefas que precisam ser feitas;
  • Inicie o cronômetro (geralmente 25 minutos);
  • Escolha a tarefa inicial;
  • Trabalhe na tarefa escolhida até que o alarme toque. Se alguma distração importante surgir, anote e volte o foco imediatamente à tarefa;
  • Quando o alarme tocar, se houver finalizado completamente a tarefa, marcar um “x” na lista;
  • A cada 2 marcações, fazer uma pausa curta (3-5 minutos). Beba uma água, espreguice, vá ao banheiro etc.
  • A cada 4 “x” marcados, fazer uma pausa mais longa (15-30 minutos).
  • Zere o cronômetro e a contagem de marcações.
  • Retorne ao passo 1.
Essa técnica é ótima para manter o cérebro descansado e estimular-se a produzir o máximo que você conseguir em períodos curtos.
  1. Não se distraia!
As distrações para quem trabalha em casa são tantas que é quase impossível evitá-las. Redes sociais, jogos e apps, família, TV, animais de estimação, a música do vizinho, tarefas da casa etc. Trabalhar assim requer adaptação e apoio da família para dar certo. Converse com as pessoas que moram com você e explique que, assim como qualquer emprego, você tem tarefas a cumprir.
Caso tenha filhos, defina escalas para ver quem fica com eles e combine para que não haja interrupções. Delegar (e fazer!) tarefas da casa também é crucial para ter resultados acima da média no trabalho.
  1. Descubra ferramentas para aumentar a produtividade
Ao trabalhar em casa, o cuidado para ser mais produtivo deve ser triplicado. Felizmente, hoje em dia existem inúmeras ferramentas que podem ajudar com isso. Abaixo segue uma lista de alguns programas que a especialista recomenda, mas é bom pesquisar também outros — cada pessoa se adapta de maneira diferente, e uma ferramenta que pode ser ótima para uns talvez não seja para outros.
  • Evernote
  • Wunderlist
  • Aprovado
  • Trello
  • Google Agenda
Apesar de todo o conteúdo gratuito que pode encontrar na internet, não deixe de investir em si mesmo. “Desenvolver-se e ampliar seus conhecimentos pode gerar resultados extraordinários. Aproveite a economia de tempo de deslocamento e procure cursos e livros que agreguem ao trabalho e ao desenvolvimento pessoal e profissional. Fazer o tempo render a seu favor pode ser uma grande vantagem”, finaliza a especialista Tathiane Deândhela.

Tathiane Deândhela é especialista em Marketing (FGV), Negociação (Universidade de Harvard), Liderança (Universidade de Atlanta e Universidade de Ohio). Como especialista em Produtividade escreveu o best-seller: “Faça o tempo trabalhar para você”.

Cinco habilidades indispensáveis para a gestão do futuro



Dizer que o mundo muda a uma velocidade surreal já virou balela. É fato que a história do século XXI será muito diferente do século XX. O problema é que fomos preparados e moldados para um mundo que se torna cada vez mais distante. Não por acaso, surgem as síndromes de burnout, do pânico, depressão e o aumento na taxa de suicídios, demonstrando claramente a falta de preparo para se adaptar. Por isso, listei aqui cinco habilidades que julgo indispensáveis e urgentes para qualquer profissional que deseja ter sucesso nesses novos tempos.
#1 - Liderança: Esqueça aquela velha máxima de que liderança é coisa para gerente, diretor ou presidente. Liderança é uma questão de atitude, um estado de espírito, e não um cargo ao qual você foi designado. E, antes de ser líder na sua empresa, você precisa ser líder na sua vida. O futuro é dos protagonistas, não dos coadjuvantes. É preciso assumir a autoliderança e a autorresponsabilidade para ter sucesso. Você é o senhor do seu destino. Nada de terceirizar escolhas para depois culpar sua geração, a crise, o governo ou quem quer seja. Trace suas metas e parta para cima seja dentro de uma empresa ou na sua própria aventura empreendedora.
#2 - Resiliência: Se o mundo muda, a gente muda junto com o mundo. Ser nostálgico ou depressivo não vai adiantar de nada. Sim, as regras mudaram em pleno jogo e você vai ter que trocar os pneus com o avião em pleno voo. Darwin já dizia que não são os mais fortes os que sobrevivem e sim aqueles que melhor se adaptam. Ninguém está dizendo que mudar é fácil, mas é inevitável. E dói. Dói muito. Ter que sair da cama quentinha sabendo que chove granizo do lado de fora desanima qualquer mortal. A boa notícia é que resiliência é como um músculo, quanto mais forte, menor será o esforço. Acredite, com o tempo, você vai acabar se acostumando com o fato de que a incerteza é a única certeza.
#3 - Criatividade: Nada de respostas velhas para perguntas novas. Aquelas frases feitas, as cartilhas “infalíveis” que você recebeu dos seus pais, avós e professores que tanto se preocuparam em te preparar para o mundo, não servem mais de muita coisa. Agora, ou você cria suas próprias escolhas, ou será obrigado a seguir a dos outros. E aqui também tem boa notícia. Criatividade não é um dom especial, um talento para poucos. É uma habilidade que pode - e deve - ser desenvolvida por todos. E se você adora fórmulas e processos bem definidos, pode acreditar que existem várias para estimular a sua criatividade. E funcionam! É preciso começar de alguma forma.
#4 - Pensamento sistêmico: Sabe aquele roteiro mágico de que você nasce, vai para a escola, faz amigos, se apaixona, faz uma faculdade, ganha dinheiro, compra uma casa, viaja, etc, etc, etc...? Então, já deu para perceber que ele não funciona para todo mundo o tempo todo, certo? E a razão de sofrermos tanto quando algo foge desse “padrão” é que aprendemos a desenvolver apenas o pensamento linear: isso “mais” isso é igual àquilo. Ou seja, se eu for uma boa menina, encontrarei um príncipe encantado. Se for um bom aluno, terei um ótimo emprego. Mas, se o mundo é sistêmico, o seu modo de pensar também deve ser. Há vários autores bárbaros que ensinam como desenvolver essa nova forma de ver o mundo.
#5 - Aprendizagem contínua: Você fez faculdade, pós-graduação, MBA, mestrado, doutorado, PHD. Agora, é só pendurar seus diplomas na parede e correr para o abraço, ok?! Óbvio que não. O futurista Alvin Tofler disse que “os analfabetos do século XXI não serão aqueles que não sabem ler ou escrever, mas sim os que não tiverem capacidade de aprender, desaprender e reaprender”. Ou seja, durante toda a sua vida, você vai ter que jogar fora conhecimentos obsoletos e se abrir para o novo. No livro Teoria U, Otto Scharmer ensina a importância do “deixar ir” para “deixar vir”. Então, melhor aceitar que mais dia, menos dia, você vai precisar se render ao conceito de lifelong learn, ou seja, vai ter que estudar para sempre! Aceita que dói menos e cura mais rápido.
Marília Cardoso é sócia-fundadora da PALAS, consultoria pioneira na implementação da ISO 56.002, de gestão da inovação.