Maior incidência de micoses ocorre no Verão

O texto a seguir foi escrito, enviado por uma assessoria de imprensa e publicado gratuitamente.  
O conteúdo não reflete necessariamente minha opinião sobre o serviço ou produto mencionado.

Calor e umidade aumentam as chances do problema nessa estação


            
Coceira, vermelhidão, ardência, fissuras e descamação são as principais manifestações de micose na pele. O problema, muito comum no verão, atinge as unhas, a pele e os cabelos. “Elas são causadas por fungos que se alimentam da queratina. O clima é um fator que contribui para o aumento da contaminação por fungos, uma vez que eles se proliferam em ambientes úmidos e quentes”, explica o dermatologista Ricardo Fenelon.
Além do desconforto, causa constrangimento, manifesto por pacientes, e pode ser transmitido, principalmente, pela utilização frequente de calçados fechados, úmidos e escuros, andar descalço aos redores de piscina e sauna, o convívio com pessoas contaminadas devido ao contato constante, roupas de banho molhadas durante muito tempo, entre outros fatores.
As micoses podem ser superficiais ou profundas. No primeiro tipo, que é o mais comum e de menor gravidade, os fungos ficam na camada externa da pele, ao redor dos pelos ou das unhas, sem lesar o tecido subcutâneo. Já as micoses profundas são mais graves e mais raras. Elas acontecem quando os fungos se disseminam através da circulação sanguínea e afetam as camadas internas da pele ou outros órgãos.
Fenelon ressalta que o tratamento varia de acordo com cada caso, por isso a importância de procurar um dermatologista de confiança ao notar qualquer sinal na pele. “A micose pode ser tratada à base de xampus, cremes, sabonetes, esmaltes antifúngicos, medicação oral, e quando necessário com laser. Mas, lembre-se que cuidados básicos podem evitar a contaminação pelos fungos”, diz o médico.

Dicas - Como evitar a micose:
- Evitar caminhar sem calçados em locais públicos de alta circulação, usar sandálias ou chinelos;
- Enxugar bem os pés e as mãos após o banho;
- Evitar o uso de sapatos fechados por um tempo muito longo, optando por aqueles mais largos e ventilados;
- Dar preferência para as meias de algodão, que absorvem melhor a umidade dos pés;
- Opte por usar roupas largas e evite peças com tecido sintético e muito justas;
- Procure não ficar muito tempo com a roupa de banho molhada;
- Não utilizar toalhas, chinelos, alicate de unha e outros objetos pertencentes a pessoas já infectadas com a micose.

  
CLÍNICA DE DERMATOLOGIA DR. RICARDO FENELON

Compartilhe:

Postar um comentário