Emagreça com o Pilates

O texto a seguir foi escrito, enviado por uma assessoria de imprensa e publicado gratuitamente. O conteúdo não reflete necessariamente minha opinião sobre o serviço ou produto mencionado.

Devemos associar  exercícios aeróbicos (como correr, etc.) antes ou depois do treino de Pilates?


Treinar de maneira adequada, por vezes é altamente complexo, pois inúmeras variáveis fisiológicas, psicológicas e comportamentais estão em jogo. Graças a isto, muito se cria e recria nesta área. Ainda que pouco se tenha de pesquisa científica que comprove tais fatos.

Analisando os aspectos fisiológicos, comprovamos  que treinamento de força acarreta inúmeras alterações, dentre elas: produção de força muscular, aumento da atividade das enzimas glicolíticas, aumento do estoque de ATP/CP, hipertrofia das fibras musculares, adaptações no sistema nervoso, para o recrutamento de unidades motoras. 

Já o treinamento aeróbio aumenta a quantidade de mioglobina intramuscular, capacidade aeróbia e enzimas oxidativas. Por isso, essas respostas antagônicas podem afetar a evolução das características particulares de cada uma dessas valências fisiológicas.

Entender tudo isso nesse momento atual que estamos vivendo, na era do culto ao corpo, em que ser magro é bonito, mas nem sempre saudável é primordial. Contudo, manter-nos no peso ideal é sempre saudável. Por isso devemos entender que tipo de atividades e hábitos alimentares são necessários para se alcançar o peso ideal, músculos saudáveis e articulações funcionais. 

O método Pilates gera aumento de trofismo muscular e esse trofismo muscular quanto maior, maior será o metabolismo basal, ou seja, acelerando o metabolismo, se gera maior gasto energético e maior perda de gordura. Contudo, o pilates não é um método direcionado para o emagrecimento, mas certamente auxilia no processo. 

E a corrida, quando aliada ao método Pilates, pode ser uma grande aliada no processo de emagrecimento. A corrida é uma atividade que aumenta o metabolismo, acelera o consumo de gordura como fonte de energia e leva ao emagrecimento, enquanto que o pilates aumenta o trofismo e com isso o metabolismo basal e maior queima durante a aula e consequentemente maior perda de peso.

A contrapartida também é muito compensadora, uma vez que associando a corrida ao pilates, há o aumento tanto do metabolismo quanto da atividade cardiorrespiratória, o que facilita a execução dos exercícios de Pilates, já que o aluno diminui a fadiga.

Por isso, a associação das duas atividades é extremamente benéfica para a perda de peso e a manutenção desse novo peso. A sugestão da Profa Dra Eliane Coutinho é que haja a alternância durante a semana entre a corrida e o pilates. Se o objetivo for potencializar o pilates no ganho de força e flexibilidade, faça três dias de pilates e dois dias de corrida. Por outro lado, se o objetivo for a perda maior de peso, o indicado são três dias de corrida e dois de pilates.

Resumindo então: se você deseja incrementar estes dois tipos de treino, com certeza aumentará, em muito,  o seu gasto energético e o metabolismo basal e consequentemente maior perda de peso.

Experimente uma aula de Pilates Clássico Científico com um dos profissionais da Fisiociencia (11) 3571-9597 ou pelo site www.fisiociencia.com.br

x_d5db45e

Compartilhe:

Postar um comentário